World of Warcraft

World of Warcraft – Recapitulação do painel O que vem por aí

World of Warcraft – Recapitulação do painel O que vem por aí

Durante o painel World of Warcraft: O que vem por aí na BlizzCon 2019, o diretor do jogo Ion Hazzikostas deu um mergulho no mundo, na história e nas novidades do próximo capítulo de World of Warcraft: Shadowlands. Descubra o que jaz além do véu que separa Azeroth do reino dos mortos.  Shadowlands levará os jogadores a explorar os mistérios do pós-vida no universo de World of Warcraft.


O pós-vida em Warcraft

O vídeo revelado na cerimônia de abertura da BlizzCon 2019 nos deixou com uma vista panorâmica da Cidadela da Coroa de Gelo com o céu em pedaços, depois que Sylvana destruiu o Elmo da Dominação. Rasgou-se nada menos do que o véu entre a vida e a morte.

Diferente das expansões anteriores, para compreender de fato o que está havendo em World of Warcraft: Shadowlands, é preciso antes de mais nada aprender as regras do lugar que os jogadores vão desbravar. Não se trata de uma mera expedição a um continente distante: os maiores heróis de Azeroth dessa vez vão para o mundo da morte.

São os anjos da cura que decidem quando é chegada a hora de uma alma passar para as Terras Sombrias. As almas que ali chegam são levadas à Árbitra, uma entidade ancestral misteriosa cuja existência precede a memória — até mesmos dos mais velhos Titãs, segundo dizem. Todos que são levados a ela têm seus atos, lembranças e experiências — ou seja, tudo o que constitui a alma — expostos e julgados num único instante. Depois de avaliá-los, a Árbitra os envia para um dos incontáveis reinos das Terras Sombrias. Nós visitaremos quatro deles, mas nem todas as almas vão parar nesses locais.

Esses quatro reinos são governados pelos chamados Pactos, ordens antigas e poderosas que existem desde que as Terras Sombrias tomaram forma, tempos atrás, e que têm o dever sagrado de preservar os ecossistemas do pós-vida. Para alcançar esse objetivo nas Terras Sombrias, os jogadores terão que trabalhar lado a lado com os ditos Pactos e, por fim, tomar parte em um deles.

Cada alma viva é dotada de uma força vital, uma energia chamada Ânima. Essa essência é a seiva das Terras Sombrias, que permite que as árvores cresçam, que os rios corram, que novas coisas sejam forjadas, etc. Almas grandiosas ou importantes, como as de Arthas, Garrosh ou Varian, contêm mais Ânima do que as outras.


Os reinos das Terras Sombrias

As aventuras dos jogadores nas Terras Sombrias se darão principalmente em quatro áreas novas: o Bastião, Maldraxxus, a Floresta de Arden e Revendreth.

Bastião
Pacto: Kyrianos

O Pacto Kyriano, predecessor das Val’kyren e dos Anjos da Cura, zela pelo Bastião. É formado por mensageiros, emissários e almas que estão entre as mais puras das Terras Sombrias.

O Bastião tem um senso de ordem e propósito. As almas naturalmente inclinadas a servir são mandadas para lá pela Árbitra para que reavaliem suas vidas, se livrem de seus fardos e para que busquem atingir um estado de virtude que lhes permitirá ascender para servir às Terras Sombrias.

Uma das almas que foi levada ao salões gloriosos do Bastião foi a de Uther, o Arauto da Luz, que os jogadores encontrarão em sua jornada.

Maldraxxus
Pacto: Necrolordes

Depois de um tempo no Bastião, os jogadores passarão para Maldraxxus, que é governada pelo Pacto dos Necrolordes. É lá onde fica o coração do poderio militar das Terras Sombrias. É em Maldraxxus que as almas guerreiras que não se rendem e jamais se curvam, que estão dispostas a lutar entre si pela glória, se sentem em casa.

Embora abrigue criaturas sinistras, como necromantes e abominações, nem todos ali são malignos. Os Necrolordes estão de braços abertos para todas as almas fortes e determinadas, como é o caso do Senhor da Guerra Draka, que os jogadores encontrarão em Maldraxxus.

Floresta de Arden
Pacto: Feérios Noturnos

Se o Sonho Esmeralda representa a primavera e o verão, a Floresta de Arden fecha o ciclo com o outono e o inverno. Esse lugar de repouso e hibernação é conduzido pelo Pacto dos Feérios Noturnos, que cuidam dos espíritos ligados à natureza e os preparam para retornar ao mundo dos vivos.

O semideus Cenarius passou um tempo se recuperando na Floresta de Arden antes de voltar a Azeroth em meio aos eventos do Cataclismo. É uma terra bonita, porém traiçoeira e perigosa.

Revendreth
Pacto: Venthyr

Casa do Pacto Venthyr, Revendreth é uma terra de pináculos góticos e segredos sombrios para onde nenhuma alma quer ir. É para lá que são enviadas as almas imperfeitas, que foram incapazes de deixar para trás o orgulho ou qualquer que tinha sido o motivo de sua ruína. São almas incapazes de prestar serviço aos demais reinos das Terras Sombrias, e o dever das criaturas vampíricas de Revendreth é prepará-las para isso, por meio de tormentos inimagináveis. É um lugar muito parecido com o purgatório, para almas que precisam se redimir de antigos erros e livrar-se dos fardos da vida que levaram. A jornada não é fácil, no entanto.

Kael’thas Andassol, o antigo príncipe sin’dorei, é uma das almas que foi parar em Revendreth por causa dos seus atos em vida.


Adesão aos Pactos

Quatro ordens controlam as Terras Sombrias, e cada uma delas precisa desesperadamente de toda ajuda possível dos heróis de Azeroth. Em troca desse auxílio, os Pactos estão dispostos a compartilhar uma fração de seu poder e a dar acesso a recompensas, tesouros e outras coisas mais.

Ao tomar parte em um Pacto no nível máximo, você ganhará acesso à Campanha do Pacto. Você ganhará também duas habilidades exclusivas dele: uma exclusiva da sua classe e uma habilidade universal, disponível para todos os membros do Pacto. Você terá a oportunidade de experimentar e testar essas habilidades à medida que sobe de nível, antes de escolher um Pacto.

Para saber mais sobre os Pactos e obter informações sobre os sistemas de progressão do final do jogo, não deixe de assistir ao painel Explorando a Fundo no sábado, dia 2 de novembro, às 15h15, horário de Brasília. Ou então venha conferir a recapitulação do painel aqui no nosso site.

Cada Pacto dará recompensas cosméticas exclusivas, além de acesso a um sacrário que os jogadores  poderão ajudar a voltar à sua antiga glória, na posição de membros do Pacto. Você poderá aprimorar as estruturas, desbloquear conteúdo e recompensas adicionais.


Oribos, a Cidade Eterna

Uma antiga cidade se ergue no coração das Terras Sombrias: Oribos precede a memória e serve de elo aos vários reinos das Terras Sombrias. A Árbitra fica no centro desse lugar que reúne várias figuras influentes sórdidas, conspiradores e mercadores de almas.

A Cidade Eterna é o maior polo das Terras Sombrias e servirá de base de operações para os jogadores.


A Gorja

Pacto: Nenhum

Nessa prisão horripilante estão trancafiadas as mais torpes almas de toda a existência, almas que, segundo a Árbitra, colocariam em risco as Terras Sombrias se ficassem livres. Administrada por um Carcereiro enigmático que ninguém nunca viu — ou, se viu, não viveu para contar a história —, a Gorja inspira pesadelos e lendas entre os moradores das Terras Sombrias. Ninguém jamais escapou desse lugar macabro, e nunca mais se ouviu falar dos tolos que ali botaram os pés.


Rumo às Terras Sombrias

A máquina avariada
A máquina da morte está avariada, e os jogadores que adentrarem as Terras Sombrias encontrarão o mundo dos mortos em meio ao caos. Na ordem natural das coisas, as almas são julgadas e enviadas a um reino do pós-vida condizente com a vida que levaram, porém nos últimos anos todos que morreram, inclusive os inocentes massacrados na Teldrassil, foram parar na Gorja. Enquanto as Terras Sombrias têm sede de Ânima, a Gorja cresce cada vez mais com as almas fresquinhas que não param de chegar.

Tudo indica que espalhar morte e destruição era a verdadeira finalidade de Sylvana. Já faz algum tempo que ela vem trabalhando junto com o Carcereiro visando um objetivo comum.


Estrutura da expansão

O Rei Terenas disse tempos atrás que sempre deve haver um Lich Rei, e agora pela primeira vez não há ninguém no trono. Eis os acontecimentos que precederão o lançamento de Shadowlands: sem mestre, o Flagelo vai começar a saquear toda Azeroth. Ainda desestabilizada por mais uma guerra brutal, as forças de Azeroth terão que armar um contra-ataque para lançar à Cidadela da Coroa de Gelo.

Assim que Shadowlands começar, os heróis de Azeroth abrirão caminho a ferro e fogo até o topo da Coroa de Gelo. Bolvar Fordragon, que agora lidera os Cavaleiros da Morte, será um aliado importante. Com um pé na vida e outro na morte, os seus cavaleiros vão ajudar os heróis a atravessar o véu que separa Azeroth das Terras Sombrias, levando-os direto para a Gorja.

Uma vez dentro da Gorja, os jogadores descobrirão que são capazes de fazer o que ninguém jamais fez: escapar dela. Depois de se libertarem dos horrores de lá, eles darão por si na cidade de Oribos.

Shadowlands vai mandar os jogadores para quatro áreas, contando uma história que mostra qual é o papel de cada um dos Pactos no ciclo da morte ao mesmo tempo que dá um vislumbre dos conflitos por vir. Todos começarão sua jornada no Bastião, depois seguirão para Maldraxxus, a Floresta de Arden e Revendreth, cooperando com os líderes dos quatro Pactos que governam essas áreas. A história vai avançar, mas as missões e criaturas de cada área terão níveis fixos. Isso fará com que os jogadores se sintam desafiados ao confrontar essas criaturas, mas também com que se sintam mais poderosos ao reencontrá-las posteriormente.

À medida que for avançando na jornada, você conhecerá melhor os Pactos e os dilemas que eles enfrentam em seus respectivos territórios. Você vai trabalhar para eles e pegar emprestado uma fração de seu poder. Conquistando a confiança dos Pactos, você já poderá usar suas habilidades ativas enquanto estiver no território deles.

Quando chegar ao nível máximo, depois que já tiver vivido a experiência de viajar pelas quatro áreas, você poderá tomar parte em um dos Pactos. Então você receberá uma fração do poder dele e lutará pela mesma causa pelo resto do tempo que passar nas Terras Sombrias.


Personagens alternativos em Shadowlands

Quem quiser se aventurar com um personagem alternativo nas Terras Sombrias depois de completar a jornada até o nível máximo com outro personagem poderá escolher um Pacto assim que chegar a Oribos. Isso permitirá que você desfrute dos benefícios desse Pacto enquanto sobe de nível. Além disso, você poderá passar pelas quatro áreas na ordem da sua preferência.

Os personagens alternativos também poderão tomar parte no conteúdo de fim de jogo, como as missões mundiais, masmorras e Campos de Batalha, dando bastante flexibilidade à sua forma de jogar.


O retorno à Gorja

No nível máximo, os jogadores vão retornar à Gorja para descobrir o que está acontecendo nas Terras Sombrias e o que Sylvana e o Carcereiro vêm armando. Essa área de nível máximo é um espaço dinâmico, feito para ser explorado com o máximo de liberdade possível, porém os jogadores logo vão perceber que a Gorja é um lugar dos mais aterrorizantes, onde é praticamente impossível escapar aos olhos do Carcereiro.


Thanator, a Torre dos Malditos

Dentro da Gorja, ergue-se uma estrutura imponente conhecida como a Torre dos Malditos. Para descobrir os segredos do Carcereiro, os jogadores terão que desbravá-la. Lá dentro, encontrarão uma masmorra infinita e em constante mutação. Você poderá explorar esses salões labirínticos sozinho ou com até quatro amigos, e a dificuldade será proporcional ao tamanho do grupo.

Um grande poder está esperando para ser descoberto na torre, mas, quanto mais você subir, maiores serão os perigos. Você terá que ser perseverante se quiser sobreviver e, quando vir que não consegue seguir em frente, terá que voltar ainda mais forte e com novas cartas na manga para vencer os desafios da torre.

A torre do Carcereiro é vasta e inexpugnável, seus corredores, moradores, armadilhas e recompensas mudam a cada visita. Ao longo do caminho, os jogadores encontrarão fontes de ânima concentrada, capazes de transformar e potencializar suas habilidades enquanto estiverem na torre — e se derem sorte, pode ser justamente do que precisam para sobreviver aos desafios do lugar.


Novas Masmorras e Raides

Shadowlands será lançada com 8 masmorras, além da Thanator, a Torre dos Malditos: 4 masmorras intermediárias e 4 masmorras de nível máximo.

Masmorras intermediárias:

  • Faixa Necrótica
  • Teatro da Dor
  • Brumas da Foice de Tirna
  • Salões da Redenção

Masmorras de nível máximo:

  • Torres da Ascensão
  • Terra da Peste
  • O Outro Lado
  • Profundezas Sanguinárias

O Castelo Nathria, primeiro raide de Shadowlands, é um raide de 10 chefes situado em Revendreth e governado por um lorde Venthyr.


Sistema e recompensas

Em Shadowlands, grande parte da nossa filosofia de design envolve proporcionar um senso de protagonismo maior ao jogador. Queremos que ele se sinta no comando do destino do seu personagem e das recompensas que quer conquistar. Para atingir tal fim, eis alguns dos sistemas e temas que vamos explorar na expansão:

  • Profissões: Queremos que haja mais opções dentro das profissões na hora de criar determinado item, em vez de fazer vários itens e torcer para um deles sair com os atributos desejados. Você pode criar um item só com gemas pré-selecionadas para obter o que deseja.
  • Baú de saque semanal: Estamos analisando formas de dar aos jogadores o poder de escolha entre múltiplos itens nos baús de saque, de modo que haja uma possibilidade maior de escolher um item útil a cada vez que um baú for aberto, em vez de ter que esperar outra chance na semana seguinte.
  • Itens lendários: Queremos que haja uma forma de criar um item lendário da sua preferência e de dar a ele poderes que você conquistou.

Nessa expansão, vamos priorizar a identidade de classe, em detrimento da identidade de especialização. Isso quer dizer que vamos pegar habilidades que se tornaram exclusivas de uma especialização e devolvê-las a todas as especializações da classe.

Ainda estamos no estágio inicial de elaboração desses sistemas, mas, se quiser saber mais, é só conferir o painel Explorando a Fundo.


Atualização no sistema de níveis

World of Warcraft: Shadowlands vai apresentar uma experiência mais fluida e linear de evolução dos níveis. O World of Warcraft não para de crescer, e nós queríamos dar um ritmo mais natural à experiência que os jogadores têm ao subir de nível. Ao longo dos anos, nós descobrimos formas de acelerar esse processo, porém a custo de proporcionar uma experiência integral aos jogadores, que ficavam fortes demais para certas áreas e perdiam partes da narrativa.

Também é importante para nós voltar a uma época em que cada nível era cheio de significado. Isso quer dizer que toda vez que você subir de nível, você vai ganhar algo novo, como uma habilidade, um feitiço, acesso a uma masmorra, a possibilidade de usar montarias ou um novo tipo de talento.

Além disso, vamos atualizar a experiência dos novos jogadores para dar a eles o melhor que World of Warcraft tem a oferecer. Os novos jogadores começarão sua jornada em uma área nova do nível 1 ao 10. Depois, eles poderão subir do nível 10 ao 50 em Battle for Azeroth ou qualquer outra expansão que queiram jogar do início até o final. Por fim, eles vão passar para Shadowlands, onde vão subir do nível 50 ao 60. A evolução dos níveis será mais rápida, e os jogadores poderão viver a história completa das demais expansões enquanto se preparam para a jornada nas Terras Sombrias.


Nova personalização de personagem

Vamos aumentar ainda mais as opções para você poder se expressar no jogo por meio do seu personagem. Cada raça terá opções exclusivas de tatuagem, corte de cabelo, cor de pele e até dos olhos. Os morto-vivos poderão escolher se querem os ossos à mostra ou não. Há uma série de melhorias programadas para Shadowlands, e isso é só o começo de muitas outras opções que virão no processo de criação dos personagens.


Cavaleiros da morte para todos!

Os Cavaleiros da Morte ficarão disponíveis para todas as raças em Shadowlands, inclusive os pandarens e as raças aliadas. E tem mais: os jogadores que comprarem Shadowlands na pré-venda poderão fazer Cavaleiros da Morte dessas raças assim que a atualização de conteúdo Visões de N’Zoth sair.


Caso tenha perdido o painel, não precisa se preocupar: você pode ver o vídeo sob demanda de graça em BlizzCon.com. Não deixe de sintonizar no painel Explorando a Fundo no sábado, dia 2 de novembro, às 15h15, horário de Brasília, para saber mais sobre World of Warcraft: Shadowlands.

Próximo artigo
World of Warcraft
1d

Desbrave as Terras do Fogo durante a Caminhada Temporal de Cataclysm

Forjadas pelos Titãs para abrigar Ragnaros e seus lacaios atrozes, as Terras do Fogo farão parte da Caminhada Temporal de Cataclysm de 10 a 17 de dezembro.